O que é hospedagem de sites?


Se você está iniciando agora a entender um pouco mais sobre sites, ou está buscando informações para montar o seu, é bem provável que tenha se perguntado: “O que é hospedagem de site?”. Neste artigo, você entenderá o conceito da hospedagem, os tipos de hospedagem e qual delas pode se encaixar melhor com o seu site.

O que é a hospedagem

A hospedagem de sites é oferecida em forma de serviço, que fornece um espaço virtual para a alocação de um site (ou mais). Esse espaço é alugado por uma empresa, que detém um servidor e implanta nele os recursos necessários para que o site possa rodar da melhor forma possível. Os recursos podem variar entre empresas e o tipo de hospedagem, mas no geral eles englobam: Espaço em disco; Tráfego; Painel de controle ou Acesso root, mas isso depende do tipo de hospedagem.

Aí vem mais uma pergunta: “Todas as hospedagens são iguais?”. A resposta é [som de tambores]: Não! Existem vários tipos de hospedagem, cada qual com suas particularidades, com pontos positivos e negativos.

Os tipos de hospedagem

Hospedagem Compartilhada

Esse é o tipo de hospedagem mais comum neste momento, e a mais recomendada para sites de pequeno porte e/ou usuários iniciantes. Esse serviço se resume a um servidor (seja dedicado ou virtual) que é dividido por uma empresa, com a finalidade de hospedar diversos sites, de vários clientes, simultaneamente.

Nesse serviço, todos os sites compartilham os mesmos recursos do servidor (recursos estes que podem ser limitados e controlados pelo CloudLinux, fazendo o isolamento das contas e reduzindo drasticamente a incidência de instabilidades), como RAM, CPU e etc. Mas fique tranquilo, o fato de ocorrer o compartilhamento de recursos não significa que seu site terá instabilidades e lentidões, são vários fatores além disso que estão envolvidos, inclusive a própria otimização do site.

Para esse tipo de serviço, majoritariamente, é oferecido um painel de controle, que gerencia todos (ou grande parte) dos recursos da hospedagem, desde: arquivos, bancos de dados, e-mails, certificados SSL e muito mais. O painel mais utilizado pelos provedores de hospedagem é o cPanel, que dispõe de diversas funções nativas e possui centenas plugins adicionais.

Dentre todos, este é o mais barato dos tipos de hospedagem, dadas as circunstâncias.

Hospedagem em servidores

As diferenças entre os tipos de hospedagem abaixo são muito pontuais, no geral, não há muita diferença na hospedagem em si, a diferenciação se dá mais pelo próprio tipo de servidor, que varia em estabilidade e disponibilidade de recursos.

Hospedagem em VPS (servidor virtual)

Esse tipo de hospedagem, assim como os que serão abordados a seguir, requer um pouco mais de conhecimento técnico do usuário, e pode ser um pouco mais caro que o serviço compartilhado.

Para esse tipo de hospedagem, você precisa apenas de um Servidor Virtual Privado (VPS) e acesso ao root do mesmo, ou um usuário que lhe assegure as permissões suficientes para instalar pacotes como LAMP ou LEMP, no caso de distribuições Linux.

Essa forma de hospedagem não tem necessariamente um painel de controle (você pode instalar por conta própria, seja um pago ou gratuito). Você terá de controlar tudo por SSH e FTP/SFTP, basicamente e, por isso, a dificuldade um pouco mais elevada em gerenciar.

O grande ponto aqui, em relação à hospedagem compartilhada, é o melhor aproveitamento dos recursos, já que você não terá “vizinhos” hospedando sites no mesmo servidor que você e a maior liberdade de gerenciamento de recursos.

Hospedagem em Cloud (nuvem)

A hospedagem em cloud é a plataforma que mais vem ganhando espaço atualmente, ela usa de um servidor cloud para realizar as atividades. Esse tipo de servidor é conhecido por sua grande estabilidade e escalabilidade (capacidade de realizar o upgrade de recursos). Em relação ao serviço, podemos citar duas “subcategorias”, os serviços que são apenas o servidor em si e os que incluem recursos pré-configurados, já com a finalidade de hospedar sites (já que um servidor, seja VPS, Cloud ou Dedicado, não precisa ser usado apenas para hospedar sites).

Servidor:  Esse é o caso mais comum. Você receberá o acesso root para acessar o servidor e instalar o que desejar nele, da mesma forma que acontece com o servidor virtual.

Pré-configurado: Nesse caso, você receberá o acesso ao servidor e, também, já terá funções que podem ser aplicadas no servidor por meio de um painel no site. Por exemplo: por meio do painel, você pode alterar a versão do PHP, criar bancos de dados, enviar arquivos e etc, tudo sem precisar acessar o servidor diretamente via FTP ou SSH.

Esse tipo de serviço é um pouco mais caro que o VPS, mas seu custo benefício compensa bastante por conta da estabilidade e o não compartilhamento de recursos, além das possibilidades de personalização. Esse serviço tem um melhor custo-benefício para sites que têm muitos acessos simultâneos, como Blogs, Lojas e Fóruns.

Hospedagem em Servidor Dedicado

Essa é a opção mais cara e robusta da lista. Quem opta por ela normalmente tem grande conhecimento técnico ou uma equipe responsável pelo gerenciamento do servidor e aplicações. Os servidores dedicados, diferente do VPS e Cloud, têm os recursos físicos, enquanto os demais são partições virtuais de um servidor dedicado (é um pouco confuso, mas é isso mesmo).

Os recursos oferecidos em servidores dedicados costumam ser maiores, como RAM e CPU, além do espaço em disco. Toda a gama de recursos pode otimizar e muito o desempenho do website, principalmente em capacidade de acessos simultâneos.

Qual é o melhor custo-benefício?

A resposta para isso pode ser um pouco subjetiva. Mas, de maneira geral, a plataforma na qual mais vale apena hospedar seu site é a dos servidores em Cloud. Os principais motivos são a alta estabilidade, capacidade de gestão completa e o não compartilhamento de recursos. Embora o servidor não acompanhe necessariamente um painel de controle (dependendo de onde for adquirido o cloud), o usuário pode, desde que tenha acesso root ou similar, instalar um painel que lhe agrade, como: cPanel, CyberPanel, VestaCP e outros. O nível de conhecimento necessário para gerir o servidor não precisa ser muito elevado, basta estudar um pouco sobre o Linux e já será suficiente. Além de ser uma plataforma que se comporta muito bem com Blogs, mas isso depende dos recursos disponíveis no servidor.

Qual devo escolher?

A resposta para isso dependerá totalmente do que seu site precisa e de quanto conhecimento você tem. Confira um pouco mais:

  • Se você é um usuário iniciante e/ou tem um site com poucos acessos, uma hospedagem compartilhada poderá lhe atender perfeitamente bem. Com a praticidade do suporte específico para hospedagem e painel de controle, seu dia a dia será muito mais prático.
  • Se você é um usuário com um pouco mais de experiência, conhecimento e um site mediano, com uma quantidade razoável de acessos simultâneos, um servidor Cloud ou VPS deverá ser o suficiente. Seja para um Blog, Loja, Fórum, Plataforma pequena de Streaming ou uma pequena rede social.
  • Se você é um especialista no assunto ou tem uma boa equipe de TI responsável pelo site, um servidor dedicado será a escolha perfeita para aquele seu site que possui centenas/milhares de simultâneos, mas atente-se aos recursos dele, a configuração é muito importante, e o valor pode ser bem salgado.

Conclusão

Bom, agora você já conhece as principais plataformas de hospedagem, seus principais pontos e para quais tipos de usuários são recomendados, além de ter aprendido um pouco mais sobre como identificar a melhor opção para você. Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado e tirado suas dúvidas.

Deixe uma resposta